Bolsa de Tóquio sobe com expectativa de manutenção de juros nos EUA

A Bolsa de Tóquio fechou em alta nesta segunda-feira, impulsionada pela expectativa de que os EUA vão manter seus juros inalterados no curto prazo e de que seja fechado um acordo comercial transpacífico.

O Nikkei, índice que reúne as empresas mais negociadas na capital do Japão, subiu 1,58%, encerrando o pregão a 18.005,49 pontos, depois de acumular desvalorização de 0,9% na semana passada.

O bom humor no mercado japonês veio após dados fracos sobre criação de empregos nos EUA, divulgados no fim da semana passada, reduzirem as apostas de que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) poderá começar a elevar seus juros básicos ainda este ano. Os juros nos EUA estão em níveis próximos de zero desde o fim de 2008.

“Será mais fácil tomar risco” sob uma política monetária acomodatícia dos EUA, comentou o estrategista sênior da Okasan Securities, Hideyuki Ishiguro.

Em meio a sinais de fraqueza na economia japonesa, crescem também rumores de que o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) poderá ampliar seus estímulos nas decisões de política monetária deste mês, na quarta-feira (07) e no próximo dia 30.

“A especulação de que eles (o BoJ) poderão agir esta semana está ajudando o mercado”, disse Yusuke Sakai, operador sênior da T&D Asset Management.

Outro fator que estimula o apetite por risco em Tóquio é a avaliação de que os EUA e países da região do Pacífico estão mais próximos de fecharem um acordo comercial, após as negociações dos últimos dias.

Segundo observadores, um eventual pacto daria impulso a empresas japonesas dos setores de autopeças, caminhões, alimentos e de restaurantes. Na sessão de hoje em Tóquio, destacaram-se as ações do fabricante de caminhões Hino Motors (+4,5%) e do Nisshin Seifun Group (+2,1%), do ramo alimentício.

 

Fonte: Dow Jones Newswires, Isto é dinheiro e Estadão conteúdo.